Paróquia São Luís Gonzaga celebra missa ao padroeiro

A Paróquia São Luís Gonzaga celebrou na noite de 21 de junho, na igreja matriz, a missa festiva em honra ao seu padroeiro. O rito foi presidido pelo padre Jaime Ludwig, e concelebrada pelos padres Diomar Romaniv (pároco), Adilson José Colombi, Claudionor José Schmitt, Cristiano Tiago Araújo, Paulo Riffel, Rodrigo Taschek, e Mariano Weizenmann.

A cerimônia reuniu fiéis de diversos locais e das 12 comunidades que integram a paróquia, bem como fez parte dos festejos em comemoração a São Luís Gonzaga, que seguem até dia 26 de junho, próximo domingo. 

“Hoje, celebramos com toda a Igreja, o padroeiro dos jovens e seminaristas. O padroeiro de uma comunidade é referência para seus paroquianos, principalmente no jeito de viver sua santidade. Ele nos inspira a viver, mas também é nosso intercessor junto ao Pai, que eleva as nossas preces e aquele que, diariamente, olha pelo nosso povo. Ao celebrar, recordamos que sua oração nos faz bem e nos ajuda a viver hoje, o que ele viveu”, explica o pároco.

Ao longo da celebração, a comunidade relembrou a história de vida de São Luís Gonzaga, que foi apresentado a Deus por sua mãe, ainda criança, e desde então começou a se interessar pelos caminhos da fé. Aos 23 anos, no ímpeto de ajudar os doentes que estavam convalescendo devido a uma peste, em Roma, contraiu a doença e, pouco tempo depois, em 21 de junho de 1591, veio a falecer. 

Ao tornar-se santo, São Luís Gonzaga passou a ser uma inspiração por suas atitudes, espiritualidade e virtudes que marcaram a sua trajetória de vida, sendo considerado patrono da juventude, dos estudantes e intercessor pelos doentes de AIDS.

Fé e admiração
A moradora do bairro 1º de Maio, Isolete Maçaneiro Venturelli, 73 anos, é atuante na Comunidade São José Operário e fez questão de marcar presença na missa festiva. Para ela, São Luís Gonzaga foi um verdadeiro testemunho vivo de Cristo. 

“Ele viveu intensamente sua santidade e foi muito caridoso com os pobres. Sua fé era imensa e tudo o que fazia em benefício da igreja e dos mais necessitados era com muito amor. O seu dia a dia era consagrado a Deus e se deixava levar pelo Espírito Santo. Eu o admiro muito por ser exemplo de vida. Hoje, aprendi a olhar os meus irmãos da mesma forma que São Luís olhava seu semelhante, um olhar de carinho, compreensão e respeito. Peço para que ele continue me dando forças para ser perseverante e viver com a mesma dedicação que ele viveu”, comenta Isolete. 
Da mesma forma, a moradora do bairro São Luiz e atuante na Comunidade Cristo Rei, Josefina Visconti Frena, 84 anos, esteve na celebração. Ela já recebeu inúmeras graças e sempre que precisa, recorre ao padroeiro. 

“Não tenho palavras para definir o quanto ele é maravilhoso. Passei por várias dificuldades e ele esteve sempre intercedendo por mim. Há pouco tempo, o médico me disse que não voltaria mais a andar e que havia esgotado todos os recursos para me ajudar. Não tive dúvida: pedi com muita fé a São Luís Gonzaga. Hoje, estou aqui, firme e forte, testemunhando o seu milagre”, compartilha Tia Fina, como é carinhosamente conhecida. 

Inspiração
Ao longo de décadas, muitos jovens se inspiraram nas ações vividas por São Luís Gonzaga, entre eles, padre Diomar. “São Luís sempre viveu muito profundamente a espiritualidade. Era um homem de oração, um jovem que procurou viver isso. Viveu em um ambiente de fé. Desde pequenino, eu também queria ser padre, consagrar minha vida a Deus. Tive total apoio da minha família - já ele, no caso, somente o apoio de sua mãe. Lembro-me de uma frase de São Paulo a Timóteo: ‘Ninguém te despreze por ser jovem, da tua parte de testemunho’, e São Luís fez isso. Não foi desprezado porque viveu com autoridade e com dedicação a sua juventude, procurando os valores que ele achava correto, à luz da palavra e da espiritualidade que ele tinha. Para mim essas duas questões, a espiritualidade e a juventude bem vivida são inspirações para minha vida”, expressa.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

(Vídeo) Assistência Domiciliar de Brusque passa a usar a musicoterapia em visitas

A Secretaria de Saúde, por meio do serviço de Assistência Domiciliar, iniciou na terça-feira (02), o uso da musicoterapia em suas visitas domiciliares. A ideia surgiu dos próprios servidores, ganhou forma e foi realizada. De acordo com a fonoaudióloga da equipe, Kellyn Pedroso, o objetivo é trazer socialização. “Por meio da música levamos alegria, conforto, melhora no vínculo com a equipe, humor,...
Continuar lendo...

Há 42 anos, caia a ponte no Centro de Brusque

Cair ponte não é algo recente na cidade de Brusque. Há exatos 42 anos, em 8 de agosto de 1980, a estrutura que ficava onde atualmente é a Ponte estaiada (Ponte Irineu Bornahusen) despencou com vários com diversos carros em cima. Ninguém se feriu. De acordo com registros históricos, havia em torno de 13 veículos sobre a ponte. Que acabou cedendo por volta de 15h30 daquele dia.   A nova estrutura foi erguida em menos de um...
Continuar lendo...

Criança entra na máquina de bichinhos e mobiliza equipes de segurança

Um fato inusitado, envolvendo uma máquina de bichinhos, vem ganhando destaque nas redes sociais. Um menino de dois anos foi socorrido após entrar dentro da máquina.  Segundo a família do pequeno Samuel, na noite da última terça-feira (16), eles haviam ido ao shopping para comer um lanche. O pai do pequeno aproveitou para jogar na máquina. Mas o que eles não esperavam era que o menino iria para dentro, junto com as...
Continuar lendo...