PL pede ao TSE para manter verificação de urnas do segundo turno

O PL enviou nesta quarta-feira (23) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um requerimento para pedir que seja mantido o andamento da petição na qual a legenda pede a anulação de votos do segundo turno das eleições, realizado em 30 de outubro.

Em entrevista coletiva, o presidente do partido, Valdemar Costa Neto, disse que levantamento apontou “mau funcionamento e quebra de confiabilidade dos dados extraídos” em 279 mil urnas. Caso sejam desconsiderados os votos das urnas que teriam “indícios” de problemas, Jair Bolsonaro teria 1,078 milhão de votos a mais que o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva.

“Pedimos ao TSE que decida a situação. Não se trata e fazer uma nova eleição”, afirmou. “O voto é seguro, por isso temos que fazer esse levantamento. Se isso for uma mancha, temos que resolver agora”, completou.

Costa Neto afirmou ainda que a verificação de possíveis erros foi restrita ao segundo turno por “coincidência” ou “tecnologia”, já que segundo o presidente do partido, a consultoria contratada verificou o erro apenas nessa etapa do pleito. No primeiro turno, o PL elegeu a maior bancada do Congresso Nacional, com 99 deputados e 14 senadores. Ontem (22), o presidente do TSE, ministro Alexandre de Morais, determinou que o partido tinha 24 horas para fazer um acréscimo ao pedido anterior e, assim, estender o questionamento ao primeiro turno das eleições.

“O PL não se opõe à verificação no primeiro turno, mas seria mais fácil começar pelo segundo turno”, disse. “A decisão do partido foi de se limitar ao segundo turno para facilitar a defesa dos implicados no segundo tuno, que é de apenas um candidato”, acrescentou.

Questionado sobre as provas ou indícios que poderiam atestar os problemas apontados, o advogado Marcelo Bessa se limitou a responder que “todas as respostas estão no relatório” apresentado ao TSE.

"A coligação autora requer seja mantido como escopo inicial da verificação extraordinária o segundo turno da eleição de 2022, e, uma vez constatado o mau funcionamento e a quebra de confiabilidade dos dados extraídos de parte das urnas eletrônicas utilizadas no pleito, esse egrégio Tribunal Superior Eleitoral então adote, de forma consequencial, observados os princípios do contraditório e da ampla defesa dos interessados, os efeitos práticos e jurídicos necessários para ambos os turnos das Eleições Gerais de 2022", escreveu o partido.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

URGENTE - Bombeiros divulgam nome da pessoa que teve documento encontrado no carro

O Corpo de Bombeiros divulgou o nome da pessoa cujo documento foi achado no carro que caiu no rio em Brusque. Ainda não se sabe se este documento é da vítima desaparecida, mas a intenção da divulgação da identidade é de localizar familiares ou a própria pessoa, caso tenha saído com vida do veículo e for quem estava no carro. Trata-se de Jailton Oliveira Junior, nascido em 15 de julho de 1983. O documento é uma CNH emitida no estado da Bahia.
Continuar lendo...

(VÍDEO) Associação realizará Futebol Social em prol dos refugiados

O projeto “Além das 4 linhas” vai realizar, em Brusque, a 2ª Semana +. Trata-se se um evento que terá clínicas de futebol sociais para as crianças da cidade, encerrando com jogo beneficente Tour do Futebol Social em Prol dos Refugiados Ucranianos, no estádio Augusto Bauer, no 11 de dezembro, às 10h da manhã. O presidente e idealizador do projeto, Flavio Luiz Ribeiro, contou sobre o objetivo da ação. “O...
Continuar lendo...

Homem que atropelou três mulheres é indiciado

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Itapema, concluiu a investigação que apurou o atropelamento de três mulheres em uma casa noturna, em Itapema. Na madrugada do dia nove de outubro deste ano, um homem atropelou três jovens mulheres na calçada de uma tabacaria no bairro Meia-Praia. Uma das mulheres teve uma de suas pernas amputada. Em interrogatório, o investigado negou ter feito uso de bebida...
Continuar lendo...